Lançamento do livro:
“As mulheres e seus nomes. Lacan e o feminino”



 
 

 

 
 

Lançamento do livro:

O feminino que acontece no corpo - a prática da psicanálise nos confins do simbólico

Organizadores: Heloisa Caldas, Alberto Murta e Claudia Murta

SUMÁRIO

Apresentação

O não todo em cada um e na cultura atual – Ondina Maria Rodrigues Machado 09

De Freud a Lacan

A feminilidade – Conferência 33 de Sigmund Freud 15

Mulheres e semblantes – Jacques-Alain Miller 49

Lacan e as mulheres – Esthela Solano 91

O que a psicanálise deve à histérica – Marie-Hélène Blancard 101

A que não se dobra – Maria-José Asnoun 113

O Feminino no Corpo

Sobre as mulheres e o gozo feminino na experiência analítica – Maria Silvia Hanna 125

Corpo afetado, acontecimento de corpo e semblante – Maria Cecília Galletti Ferretti 131

Entre o gozo feminino e o acontecimento de corpo – Sandra Arruda Grostein 139

A devastação feminina – Claudia Murta 147

O feminino e essas místicas sem deus – Márcia Rosa 157

Musas híbridas – Marcela Antelo 165

O Feminino no Ensino do AE

A alteridade do falo – Ana Lydia Santiago 177

Uma garotinha modelo – Sonia Chiriaco 185

O efeito de sentido tem que ser real – Angelina Harari 197

Crer em fulana – Sérgio de Campos 203

Feminino e Sinthoma

Índia – Ester Cristelli 213

O grito onomatopeico – Alberto Murta 223

Jacques Lacan – o feminino e o amor mais digno – Jésus Santiago 231

As mulheres não contam – Ana Lúcia Lutterbach Holck 241

O Feminino no Século XXI

Aforismos para uma psicanálise do século XXI – Jorge Forbes 249

Protesto feminino ou aspiração à feminilidade – Elisa Alvarenga 255

Uma versão do feminino na contemporaneidade – Heloisa Caldas 265

O desencanto do amor – Sônia Vicente 273

Te devoro – Lêda Guimarães 281