A CRIANÇA NO DISCURSO ANALÍTICO - CURUMIM

Coordenação: Maria do Rosário Collier do Rêgo Barros e Maria Inês Lamy
Periodicidade e horário: segundas e quartas terças-feiras do mês, às 21h
Início: 14 de Agosto

No segundo semestre de 2018, vamos prosseguir com o debate do tema proposto pela NRCereda/BR, “Crianças violentas”. Discutindo dois textos de J.-A. Miller (2010 e 2017) e, no empenho de enlaçamento da teoria com a clínica, várias questões emergiram. Tentamos reuni-las em três eixos: sintoma, acting out e passagem ao ato; pulsão de morte em sua dupla face de destruição e separação; defesa e temporalidade do recalque.
A partir da discussão desses pontos e procurando localizar, em cada caso, o lugar e a função da violência, temos tido como perspectiva a preparação de um trabalho para o Encontro da NRCereda-Br, que se dará em novembro.

Bibliografia
MILLER, J.-A. “Commment se révolter?”, La Cause Freudienne, n. 75, Paris, 2010.
________. “Crianças violentas”, Opção Lacaniana, n. 77. São Paulo: Eólia, 2017.