LIÇÕES DE PASSE

O real do inconsciente e o do sinthoma

Uma análise, ao trazer à tona as conexões inconscientes de nossos romances, permite entrever como eles se sustentam apenas em pequenos fragmentos de existência, balizas aleatórias do encontro entre o Outro da liguagem e o corpo do vivente. Lacan chamou-as, entre outros termos, letras. Batizou a coleção por elas formada de lalíngua e conceituou seu arranjo e o gozo por ele definido como sinthoma um pouco ao modo cantado por Chico Buarque: "No bucho do analfabeto letras de macarrão fazem um poema concreto". 

Deste arranjo depende a conclusão da experiência analítica se a tomamos como a passagem da ênfase no real de um gozo obrigatório, necessário (o da fantasia), para a ênfase no real do sinthoma, o de um arranjo de elementos fixos, mas abertos ao sentido do que virá, no gozo contingente de um "fazer com". 

Os testemunhos de passe sustentam o paradoxo de transmitirem essa passagem para fora do romance, mesmo desenrolando-se em seu campo. Com eles buscaremos interrogar a relação entre sinthoma e inconsciente, ou entre o real da fantasia e o do sinthoma. Até que ponto a montagem sinthomática se apoia no material inconsciente e o quanto dele prescinde? O que do inconsciente persiste quando a fantasia não dita mais as cartas? Como se vive o inconsciente e seus cenários quando o sinthoma passa a prevalecer? Finalmente, em tempos em que os romances parecem ter saído de cartaz, cabe ainda perguntar: uma análise pode ser conduzida em direção ao sinthoma, passando ao largo da fantasia e do inconsciente? 

Programa

17 de fevereiro
Abertura: Inconsciente e sinthoma
(nos relatos de passe e nos registros de Eduardo Coutinho)

17 de março
Testemunho de Jésus Santiago

28 de abril
Falo, sintoma e sinthoma 
(a partir do testemunho do encontro anterior)

19 de maio
Testemunho de Marina Recalde

16 de junho
A letra do matema e a do sinthoma
(a partir do testemunho do encontro anterior)

18 de agosto
Testemunho de Marie-Helène Blancard

15 de setembro 
A letra como sinthoma 
(a partir do testemunho do encontro anterior) 

27 de outubro
Trauma e sinthoma 

10 de novembro 
Do que se transmitiu